segunda-feira, 14 de abril de 2014

Semente de escândalo no INCA

A piada é a seguinte: tente marcar no INCA a retirada do cateter do seu filhinho de 2 anos e meio, que já carrega essa bomba relógio no braço há quase um ano, e a resposta será: só tem vaga para 01/07! Para fazer a consulta com o cirurgião, para que ele, avaliando o caso, agende o centro cirúrgico, o que pode levar outros 2 meses...

Deixe-me explicar aos leigos: o cateter é uma espécie de canudo que é implantado no braço da criança e leva a medicação por uma veia de alto calibre diretamente ao coração. É uma grande invenção e foi muiiiito útil durante todo o tratamento, evitando que ele fosse furado a cada medicação, a cada coleta de sangue, e também protegendo assim as veias de baixo calibre, que não suportam a quimioterapia. Porém, o cateter é uma bomba relógio, como falei, porque se entra por ali alguma bactéria oportunista, essa também é levada diretamente ao coração e espalhada em minutos por toda a corrente sanguínea, podendo provocar, por exemplo, uma bacteremia e uma alta chance de óbito em poucas horas. Uma vez não mais necessário para o tratamento, o cateter deve ser retirado com o máximo de urgência, evitando esse potencial efeito colateral.

COMO PODE SÓ TER VAGA PARA DAQUI A 80 DIAS?! A retirada é um procedimento simples, leva minutos. Não fosse o Erik um bebê, poderia ser retirado até no ambulatório, com anestesia local. Mas, no caso dele, é necessária mais uma anestesia geral... É inacreditável que, mesmo depois da portaria que obriga o início do tratamento em no máximo 60 dias esses disparates continuem a ocorrer ( http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/agencianoticias/site/home/noticias/2013/tempo_de_espera_nao_pode_ultrapassar_sessenta dias ).

Entendam: FALTAM PROFISSIONAIS qualificados nos quadros do INCA. Abriu-se concurso para 580 vagas, aproximadamente, mas isso apenas REPÕE os profissionais perdidos com o fim do último contrato com a Fundação do Câncer, não chega a aumentar os quadros para atender à demanda crescente dos casos de câncer, inclusive entre crianças. Faltam enfermeiros, técnicos, médicos, leitos. Os que trabalham são esgoelados. A conquista das 30 horas como jornada máxima para os enfermeiros foi aprovada em todos os hospitais, MENOS PARA O INCA. A razão provável é a falta de profissionais para cobrir essas 10 horas a menos. Afinal, quem quer trabalhar com câncer? Quem quer trabalhar com câncer infantil? Faltam candidatos qualificados. Falta treinamento. FALTA! Faltam políticas públicas, falta disposição do governo para resolver.

Hoje tentei marcar a manutenção do cateter do Erik, visto que ele ainda não foi retirado. Essa manutenção deve ser semanal, até a sua retirada. No entanto, só tem vaga para dia 25/04 à tarde. Ele fez a última dia 10/04. Ao fazer a nova manutenção, estará há duas semanas sem injetar heparina no cateter, o que aumenta substancialmente as chances do cateter entupir, e de uma bactéria se instalar... O ambulatório do cateter, no INCA, funciona só pela manhã na maioria dos dias. Uma enfermeira se aposentou, 30 anos de casa, e eles estão com falta de pessoal.

E é assim, minha gente, que os escândalos se criam. Depois morre uma criança por causa de uma coisa assim - DEPOIS DE VENCER O CÂNCER, MORRE DE INFECÇÃO - e ninguém quer assumir a culpa! Por favor, eu e o Edson Erdmann, meu marido, pai do Erik, depois de todo o sufoco que passamos juntos ao tratarmos do Erik no Rio e colocarmos o evento de reinauguração do Beira Rio em Porto Alegre em pé, peço que repassem. Esse ano que passou foi muito duro. Tínhamos em mãos o trabalho da nossa vida, e ao mesmo tempo, a vida do nosso filho em jogo. Conseguimos, mas Deus sabe o sacrifício que foi.

Não é pelo Erik. O Erik nós vamos resolver, nem que seja num hospital particular, no Rio ou em Porto Alegre. Felizmente temos essa alternativa, embora seja direito dele, como qualquer brasileiro, ser atendido no hospital referência do câncer, que ajudo a sustentar, há 40 anos pagando uma das maiores cargas tributárias do mundo. Mas é por todos que estão lá, passivamente e sem voz, aguardando a sua vez, resignados nas salas de espera, nas filas. Vejo isso todos os dias. E é INACEITÁVEL. Divulgue-se!

24 comentários:

  1. Triste, vergonhoso e lamentável.
    Acredito que divulgando isso, poderemos ajudar.
    E é o que farei.
    Sorte pra vocês!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Muito triste tudo isso! Vou divulgar tbm!
    Força e muita saúde para esse lindão!

    ResponderExcluir
  3. Ninguém deveria passar por isso principalmente uma criança, não sei como posso ajudar, mas se tiver algo que possa fazer, é só chamar. Deus proteja vc e sua família hoje e sempre.

    ResponderExcluir
  4. Força e fé campeão... Vai dar tudo certo...! Que Deus os abençoe...!

    ResponderExcluir
  5. Isso é inaceitável... E não adianta, não da para ficar calado... Nós brasileiros estamos fartos desse descaso, dessa humilhação... O Brasil é um País onde milhares de pessoas trabalham meses pagando impostos absurdos e onde não vemos luz no fim do túnel nem na saúde.

    ResponderExcluir
  6. Eles não se importam... e nesse "eles" tem gente demais.... infelizmente :-(

    ResponderExcluir
  7. Não falta gente: falta concurso e salário. Falta ir à justiça. Falta vergonha, humanidade. Falta substituir os gangsters trambiqueiros por lideranças verdadeiras. Falta eleições auditáveis, segurança eleitoral. Falta acesso às oportunidades eleitorais por gente de melhor qualidade humana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. essa, foi bem mandada. comiseração não resolve, inclusive porque nossa população "piedosa" e "de muita fé" esquece que NINGUÉM está fora do alcance do câncer e que também não marca data nem características genotípicas ou fenotípicas.

      Excluir
  8. Meu Deus, estou chorando, eu sei, acompanhei meu falecido pai durante 1 ano no INCA , não é culpa dos médicos, mas essa situação EXIGE uma intervenção, isso não é aceitável!

    ResponderExcluir
  9. Oi! Bom dia! Passei este caso para uma pessoa que conheço no INCA... Farei de tudo para ajudar! Qualquer novidade eu aviso por aqui! Fiquem com Deus! Estou na torcida aqui para que dê tudo certo!

    ResponderExcluir
  10. Não temos que nos acostumar com o "jeitinho" ou soluções paliativas...o Sistema tem que funcionar!!! Estão sucateando o INCA para que se justifique a entrada de uma empresa particular para administra-lo como solução milagrosa. O fato é que a direção do INCA não quer concurso, não quer servidor público, não quer o INCA público, eles querem que o INCA seja privatizado e se transforme numa empresa pública de direito PRIVADO!!!! Isso é só um caso dentre os muitos que aparecem todos o dias por lá. Os médicos ganham muito mais nos seus consultórios particulares do que no INCA por isso eles trabalham apenas 24hs por lá quando deveriam estar lá 40hs. Quem sofre de fato são as outras classes que são obrigas a cumprir 40hs semanais trabalhando doentes, com número de licenças médicas imensos com problemas de coluna e problemas psiquiátricos dentre outros. Sem contar é claro com os pacientes que ficam sempre sendo jogados e remarcados sem solução para sua doença.

    ResponderExcluir
  11. Meu marido se trata no Inca. Ano passado esteve internado numa situação bastante delicada e infartou lá, internado. Acreditem: precisa ir pra UTI de lá ou ir para o Hosp de Laranjeiras. No Inca não tinha vaga na UTI e no Hosp de Laranjeiras não havia vaga!!! Os enfermeiros HERÓIS o colocaram num quarto destinado a isolamento para que eu pudesse gritar e eles escutarem mais rápido caso ele passasse mal. Ninguém merece a tensão por que passamos. Mas graças a Deus deu td certo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que bom que para uma parte do grupo envolvido "deu certo".

      Excluir
    2. Nicole (Rio de Janeiro)17 de abril de 2014 04:56

      O que não falta é gente querendo entrar no INCA, bem como em todos os outros hospitais aqui no Rio e em qualquer outro lugar do Brasil. O que falta são oportunidades dignas de trabalho, bem como que a linda proposta do SUS seja algo além do papel. Precisamos sim expor as necessidades de profissionais e usuários, pois na verdade, q nossa voz é uma só. O que acontece com um, incide sobre o outro. Se tivéssemos mais pessoas com essa atitude, talvez a situação fosse melhor, mas infelizmente nossa população carece de uma base social/intelectual muito grande. Cabe a nós começarmos a trilhar esse caminho e não abandoná-lo. Somente assim, conquistaremos oq nos é de direito, por mais contraditório q pareça ser.

      Excluir
  12. Bem, sou funcionário do inca e estou lá dentro diariamente. Sei bem o que se passa dentro da instituição
    Os concursos públicos são desestimulados pela gestão pois dessa forma mais profissionais terceirizados são contratados, irregularmente, e mais grana entra nos bolsos desses mesmos gestores.
    No momento muitos diretores estão em Brasília tentando mudar o regime de gestão do INCA pq alegam que esse modelo atual é falho! Falho para eles que querem lucrar com a desgraça e morte alheia! Falha para quem quer terceirizar a saúde custe o que custar! Nas na verdade sabemos que a grande falha é essa gestão que se perpetuou no instituto e por política ainda continua na gestão.

    ResponderExcluir
  13. Bem... como infelizmente eu não posso fazer nada por um todo... tento fazer a minha parte ajudando quem posso... Como disse anteriormente, falei com uma pessoa do INCA que me garantiu que entraria em contato com a mamãe do Erik imediatamente! Espero que realmente o problema seja solucionado... Beijos! ;)

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Sou funcionária do Inca e vejo aqui algumas perguntas de como ajudar. Se vcs curtirem a pagina https://www.facebook.com/#!/pages/Juntos-por-um-INCa-que-queremos/1390382117899829?fref=ts juntos por inca que queremos. Lá vcs terão acesso a informação sobre o que a direção juntamente com o ministério quer fazer com o instituto. Transforma-lo em um instituição de direito PRIVADO. Sim é isso mesmo, se for aprovado, daqui a algum tempo só quem tiver umbom plano de saúde será atendido no Inca. Então todos que conhecem a nossa luta, o nosso trabalho junte-se a nós. Pelo Inca publico e de qualidade.

    ResponderExcluir
  16. Hoje no programa da tarde, patrulha do consumidor, deu um caso parecido, e resolveram, é uma vergonha ter que resolver assim a saúde do brasil, mas flor è uma alternativa.

    ResponderExcluir
  17. Sua dor também é sentida por muitos dos profissionais que estão na assistência no INCA. Os casos ou descasos com a saúde oncológica tem sido uma realidade cruel para com os usuários desse instituto, que infelizmente rendeu-se a vaidade por seu reconhecimento de excelência na pesquisa oncológica. Por isso o que tem se visto diariamente é uma supervalorização da pesquisa em TOTAL detrimento da assistência. O atendimento (tratamentos cirurgicos, quimioterápicos, radioterápicos,...) tem tido como principal objetivo o ensino e a pesquisa. O INCA é e sempre foi um hospital financiado pelo Ministério da Saúde, no entanto sabe-se que recebe milhões em investimentos de outros países para desenvolverem pesquisa que nesses países não podem ser realizadas em seres humanos, então intubam seus milhões aqui pra avançarem nas pesquisas, porque aqui no Brasil, país em desenvolvimento, pode fazer o que quiser. Quase 100% dos pacientes do INCA são de classe média baixa e com baixo nível de escolaridade e conhecimento, o que facilita esse processo. Prestar uma assistência de qualidade e humanizada nesse instituto está cada vez mais insuportável para grande parte dos profissionais que estão vendo continuamente o que está acontecendo, mas estamos sobrevivendo. O que segura esses profissionais sinceramente é o rendimento, pois o sofrimento psicológico, adoecimento sobrecarga de trabalho dos servidores são demasiadamente grandes. O Érik teve muita sorte ou muitas orações não permitiram que se perdesse mais uma vida com todas as chances de ter uma vida normal, ao contrário de muitos outros que vimos partir por complicações que poderiam ser evitadas. Realmente a manutenção e retirada de cateter não tem nada de interessante para a pesquisa (já teve, mas agora não). Quanto ao déficit de profissionais, houve um concurso que poderia ter sido homologado, mas a direção da casa não o fez e agora estão tentando sucatear o instituto para poderem provar que o SUS não consegue mais dar conta e com isso entregar o INCA a uma empresa pública de direito privado, como já está acontecendo em outros hospitais pelo país. Isso significa, entre outras coisas, uma verdadeira farra com o dinheiro público, a transformação do instituto em um grande Centro de Pesquisa, a pulverização de servidores qualificados para outras esferas, a contratação de mão de obra em grande parte desqualificada para o cuidado direto, duas portas de entrada (1 para o SUS e outra para convênios e particulares), entrega dos bens e compras sem as devidas licitações, fim dos concursos públicos pela RJU. E pasmem, o TCU e a AGU já considerou tal processo ilegal, mas o governo finge que não é com ele. Lamentável!

    ResponderExcluir
  18. Isso é que podemos chamar de PADRÃO FIFA??????????????????é ISSOOOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!

    ResponderExcluir
  19. Acreditam os governantes que o mais importante são os ESTÁDIOS DE FUTEBOL.
    Grandes LEGADOS, diz Ronalducho que interessa são os ESTÁDIOS DE FUTEBOL.
    E voces que estão assistindo tudo isso, o que acham????
    As eleições estão batendo a nossas portas, vamos dar uma resposta à altura. Vamos todos anular nossos votos como PROTESTO. Não acredito que se mudar o nome do governante vai mudar alguma coisa. Um PROTESTO assim será sadio. Não precisa quebrar nada, n.em esconder o rosto. Só esconde o rosto quem é marginal

    ResponderExcluir
  20. Olá Espero q o Erik esteja muito bem, que tanto o teor de seu próximo post como o dos comentários sejam mais positivos. Que vc não demore tanto a postar e que este ano seja bem mais fácil que o anterior. Que vc possa comemorar o restabelecimento do Erik, o bom resultado do novo exame e do trabalho familiar em que vocês se envolveram, numa reflexão de um bom momento do País, em que preciso acreditar. Que nossas orações cheguem a Deus e voltem como bênçãos!

    ResponderExcluir